07 janeiro 2014

O que seria uma viagem!?


Exitem várias formas de se viajar, por exemplo: Pegar um carro, "cair" na estrada ou ler um livro e "navegar" na história, ou ainda sonhar, se perder em pensamentos.
A questão não é como a viagem é feita, mas para onde ela leva. Já vi viagens não levarem a lugar algum, assim como vi devaneios de um piscar de olhos, transformar pessoas.
Estamos sempre correndo, não há tempo para nada e mesmo quando se arranja, nunca é o suficiente... Talvez por isso, as pessoas busquem refúgio em bebidas ou drogas os quais, na verdade, não são nada além de condutores de trem, te levando para uma viagem.
No fundo, é isso o que todos querem, liberdade, poder viajar sem ter hora para voltar. Uma viagem nada mais é que uma fuga da realidade, uma pausa para o lanche, um intervalo para a felicidade.
Não quero estragar o final, nem deste texto, nem destas férias, mas preciso dizer que o surpreendente da viagem raramente está no fim, mas se há algo em que eu acredite é que, a gente sempre pode escolher para onde ir, mas para isso precisamos sair do lugar, precisamos começar a viagem!

Esther Lisboa

Nenhum comentário:

Postar um comentário