05 fevereiro 2014

Liberdade, você ainda existe?


  O tema era "livre", pensei em exatamente trinta e uma possibilidades de fazer um post inspirador para as pessoas, mas no que nós blogueiras, no meu ponto de vista temos que nos dedicar, não é apenas nos nossos leitores, mas em si em nós mesmas, para que não haja palavras falsas diante de quem nos tem como exemplo.
  Neste blog, nós temos a missão de toda semana abordar um tema que esteja em alta para o nosso público, não sabem como eu me senti quando disseram que poderíamos escrever sobre o que bem entendesse essa semana, eu não sou tão acostumada assim á ter tanta liberdade para escrever para os outros, sempre faço uma redação na escola que está sendo colocado um tema ou escrevo uma carta para alguém elaborando algum assunto, mas não assim, liberdade, para colocar a criatividade em prática e expandi-la! 
 As semanas andam se passando, e neste mundão de meu Deus (Frase da Júlia) só nós sabemos que como ser livre nos custa, eu sinto que a liberdade de nós está sendo tirada pouco á pouco, e que estamos pagando um preço por sermos humanos tão cruéis. 
 Antigamente, em minhas redes sociais havia tantas fotos, de mim, da minha família, dos meus amigos, já hoje em dia eu penso pelo menos dez vezes em postar se quer uma foto no Instagram com medo de ser julgada, criticada, humilhada. Antigamente eu costumava conhecer pessoas nos parques e passava horas e horas brincando com elas, hoje em dia tenho medo de conhecer alguém e a pessoa se aproveitar de alguma forma da minha bondade. Antigamente eu costumava pegar doces no dia de "Cosme e Damião" sem medo de ser feliz, hoje em dia não saio mais nas ruas para pegar nenhum dia 27 de Setembro. Não é querendo parecer rude, mas esse blog não é apenas para tratar-se de moda, make, viagens e música, a vida não é tão perfeita quanto imaginamos e eu queria conversar sobre isso com vocês, sobre essa liberdade perdida, sobre esse medo; não seria mais fácil se as pessoas se colocassem no lugar das outras para fazer o bem? A liberdade vai muito mais além de poder usar celular dentro da sala de aula, mas poder sair de casa sem medo de ser assaltado, sinto que se esse mundo não mudar, eu mudo, e que se ninguém fizer a diferença, eu mesma vou fazer. 
  Fui á um batizado com a minha família, e quando formos fazer o almoço da comemoração me dei conta, junto á minha prima, que havia um lindo jardim perto do local, em que tirei algumas fotos muito bonitas, e que para mim tem o sentido de liberdade. E você? O que acha?








Um beijo, 
Yasmin Ariadiny 

2 comentários:

  1. Liberdade!? Bom quando comecei a ler, não vi tanto interesse, porém em meio a história, me vi em um passado recente, sempre queria ter essa tal liberdade, mas ela não é tão simples!. Me vi preso porém ao fim libertado em suas palavras, me lembrei de tudo como era e como quero que seja, lembre se, as palavras vão aonde nós nunca imaginamos ir! Vejo os post toda semana, anônimo mas via, hoje precisava comentar, e vocês estão de parabéns... Com amor, Yuri Lacerda ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é um leitor fiel ♥ Agradecemos pela sua opinião, sempre será bem vinda, suas palavras me comoveram e seu elogio nos deixou muito feliz, falo em nome de todas. ;*
      Beijos,
      Yasmin Ariadiny

      Excluir