19 março 2014

Resenha : Depois dos quinze




























 “Bruna Vieira, em seu livro de estreia, nos ensina com a própria experiência. Nas primeiras páginas ela conta que foram as suas vivências, expectativas e desilusões afetivas que fizeram com que ela encontrasse na escrita um refúgio, e a partir daí ela nos conduz a uma viagem emocional ao longo das páginas. Pouco a pouco, nos pegamos imaginando, desejando saber além daquelas linhas, juntando todos os textos como uma espécie de quebra-cabeça que nos intriga a descobrir o que acontece depois de cada ponto final.
  Com uma sensibilidade única, Bruna não só expõe os próprios sentimentos como também nos leva a refletir. É impossível não se identificar com as situações que ela narra. E é por tudo isso que Depois dos quinze é um daqueles livros que não conseguimos largar antes de terminar. Só temos que agradecer aos "inspiradores" da Bruna por terem feito com que ela descobrisse sua veia de escritora. Porque, acima de tudo, ela nos mostra que mesmo que nada dê certo, mesmo que tudo pareça perdido, sempre há um novo amanhecer. E que neste mundo cheio de príncipes e sapos, somos nós mesmas que podemos nos salvar.”
  
  Oi amores!
  Eu terminei de ler Depois dos quinze faz um tempinho e só agora tive coragem pra fazer resenha.
  Eu acompanho a Bru faz um tempo e até então só havia lido a coluna dela na Capricho e alguns posts no blog da própria. Eu comprei o livro dela no dia em que ela veio a Brasília, foi a maior confusão do mundo pra eu conseguir um livro dessa mulher. Dona Julia e dona Yasmin presenciaram meu desespero hahaha.
  Enfim, a cada página desse livro eu ficava tipo "Ai meu deus, ai meu deus, ai meu deus”, porque assim, eu nunca li um livro tão eu na minha vida. De verdade. Serião. Sem zoa. Esse livro mexeu com as minhas estruturas e me inspirou de tal forma, que eu fiquei motivada a escrever novamente e até sonhar (quem sabe) em lançar o meu próprio livro. E lançar o meu livro é tipo, meu maior sonho <3.
 O livro é de crônicas e contos e a cada história um tema; que vai de relacionamentos, sentimentos, até o processo de adaptação que a Bruna passou quando chegou a São Paulo.
  O jeito que a Bruna escreve, faz você se sentir uma personagem das diversas histórias.Tipo,"amiga, vem aqui que eu tenho uma coisa pra te contar". E eu me apaixonei completamente pela forma que ela descreve as situações e os caos, como ela nos mostra que nem tudo está perdido e que às vezes o que você mais precisa é vestir aquela roupa que mais gosta, passar um batom vermelho e dar um dedo do meio pra opinião daqueles que só querem o seu mal. E é isso que faz toda a diferença no livro dela. Porque dá pra perceber que ela escreve tanto pra nós, quanto pra si mesma.

  "Escrever é como abrir gaiolas. Coloco as palavras em ordem, descubro a senha do cadeado, liberto os pássaros. E os sentimentos."

  Eu amei a diagramação, a fonte, a capa, as folhas no tom amarelado e a playlist.Puts,Bruna,que playlist perfeita é essa? Gente, tem Paul McCartney, John Mayer ,Coldplay, John Legend e meu amor Leoni.Gente,sério a playlist é perfeita mesmo. E as músicas super combinam com o livro e com as situações que as personagens passam.
  Tá mais que obvio que eu recomendo esse livro, que eu amei tudo, que eu me identifiquei com as crônicas e que vocês devem comprar Depois dos quinze. Só tenho que agradecer a Bruna por tanta inspiração e por incentivar as pessoas a correrem atrás daquilo que acreditam. Cara, eu te amo guria. Quanto aquelas pessoas que estão me pedindo o livro emprestado, nananinanão, tá autografado e eu tenho o maior ciúme do mundo, nada pessoal galera.
  Já á vocês leitores lindos, até a próxima.

Xoxo,

Marcella

Nenhum comentário:

Postar um comentário