03 maio 2014

As Herdeiras

 
"Filha única da supermodelo mais famosa do mundo, Lizzie cresceu acostumada a não ser notada ao lado da mãe, sempre rodeada de fotógrafos, paparazzi e admiradores. Para piorar ainda mais a situação, a filha em nada se parece com ela. Enquanto Katia Summers é loira e deslumbrante, Lizzie é ruiva, desajeitada e apaixonada por literatura.
  Pelo menos ela pode contar com suas duas melhores amigas ,que sabem exatamente o que se passa com ela : Carina Jungensen, filha do magnata de telecomunicações Karl Jungensen, e Hudson Jones, filha da cantora pop Holla. As três fazem tudo juntas, desde tomar iogurte no Central Park a enfrentar eventos de tapete vermelho.
  Mas quando o ano letivo começa, algo inexplicável acontece. Uma fotógrafa de modelos exóticas descobre Lizzie, que da noite para o dia se transforma na "nova face da beleza". Agora, ela terá que conciliar a vida escolar com a carreira de modelo, aguentar ser comparada com sua mãe diariamente, conquistar o gato da sala... Tudo isso sem descer do salto ".

  Lá estava eu na livraria Leitura procurando por um livro diferente, quando me deparei com As herdeiras. Eu perguntei a opinião da minha amiga Anna sobre o livro um zilhão de vezes antes de comprar. A coitada toda hora "leva logo menina" e eu "mas é tão caro, e se for ruim Anna?" Quando eu vi que ia acabar levando um tapa, levei logo o livro pro caixa e comprei. Ainda bem haha.
  Bom, além da capa e da lombada do livro que são umas fofuras, outra coisa que me interessou foi um comentário da Cecily Von Ziegeasar que é a autora de Gossip  Girl, uma das minhas séries preferidas.
  Pra começar, o local onde o livro se passa é maravilhoso. New York. E faz toda a atmosfera da leitura se encher de graça, porque New York é tipo, magnífico.
   Lizzie, Carina e Hudson estão naquela fase dos 14 anos, procurando sua essência. E ser comparadas aos seus pais a todo momento não as ajuda em nada nessa procura pela identidade.
   Logo no primeiro capítulo mostra Lizzie em uma festa com a sua mãe perfeita/linda/maravilhosa Katia Summers. Além dos flashes e do tapete vermelho, outra coisa que Lizzie não suporta são os olhares dos fotógrafos, que ora e meia a questionam se ela realmente é filha da modelo mais maravilhosa do mundo, afinal Liz é bem desengonçada. Após esse episódio nada agradável de festa e red carpet, ela escapa afim de encontrar suas melhores amigas na Pinkberry. Só que ela não esperava encontrar seu ex melhor amigo de infância Todd Piedmont, que agora está gato de cegar os olhos e retornou de London a pouco tempo. Ela "acidentalmente" esbarra nele, quase fica sem fala mas descobre que ele irá estudar na Chadwick, instituição na qual ela estuda.
  Daí eles se encontram na escola no dia seguinte e ela descobre que eles partilham a mesma paixão pela escrita. E Lizzie fica um tanto interessada no Todd, porém não fica nem um pouco iludida ou fica paranóica pra saber se é recíproco o sentimento. Eu amei isso. Porque mostra que apesar dela ter só 14 anos, não significa que ela tenha que se iludir com qualquer garoto que cruzar o seu caminho. E apesar das suas melhores amigas ficarem toda hora falando que ele gosta dela, Lizzie simplesmente ignora o assunto.
  A vida de Lizzie começa a mudar na noite da Fashion Week. Primeiro porque ela é questionada sobre o que ela pensa sobre a mãe e seu visual, ela solta um "É meio chato ser filha da Katia Summers e eu acho suas roupas vulgares" em frente às câmeras. Em pouco tempo esta "entrevista" foi parar na internet e correu os tabloides de celebridades. Além de se entender com os pais, Lizzie foi obrigada a encarar a assessora da sua mãe, Natasha. Nesse encontro com a Natasha, Lizzie descobre que uma fotógrafa se interessou pela sua beleza exótica e escondida pegou o telefone da Andrea,a tal fotógrafa.
   A princípio, ela rejeitou totalmente a ideia por dois motivos: para não causar mais confusão e por sua aparência que parecia não ser nada atraente as pessoas. E mesmo achando o trabalho de Andrea com as "modelos feias" ou modelos comuns como era conhecido muito interessante, não aceitou.
   Num certo dia, Todd a convida para ajudar em  uma festa que ele vai fazer em sua cobertura,ela um tanto feliz aceita. O dia tão aguardado chega,ela que não esperava nada vai para o apartamento de Todd e surpreendentemente ele tanta beija-lá,só que Lizzie fica super nervosa e acaba não o beijando. Ela recebe uma mensagem de emergência da sua amiga Carina e sai correndo sem dar muitas explicações. Na segunda, Lizzie descobre que Todd estava namorando com Ava, a pessoa que ela mais detestava na Chadwick. E como um meio de escapar dos pensamentos, ela aceita trabalhar com a Andrea.
  Daí as coisas dão super bem pra Lizzie e incrivelmente,ela acaba se divertindo com o trabalho de modelo. Muito legal a maneira como ela vai crescendo e ficando confiante consigo mesma e tanto as pessoas a sua volta como a imprensa acaba percebendo isso.
  É uma leitura bem leve,divertida e com alguns relances de romance (amo/sou) . Adorei a forma de escrita da Joanna Phibin e não vejo a hora dos outros livros serem traduzidos porque eu estou muito curiosa pra saber o que vai acontecer com a Lizzie e suas amigas.
   Esse livro é uma fofura e eu super recomendo <3

Xoxo

Marcella Freitas

Nenhum comentário:

Postar um comentário