03 abril 2015

Extraordinário

August Pullman é um garoto de 10 anos muito especial e eu poderia lhes dizer que é porque ele possui uma síndrome genética que deformou completamente seu rosto mas não, direi apenas que ele mudou a visão de mundo e a vida de muita gente.
É muito simples resumir a história desse livro. Auggie tem uma deformidade e por causa dos vários tratamentos pelos quais teve que ser submetido não frequentou a escola e nem teve muitos amigos, porém após tantos anos estudando em casa, sua mãe resolve que seria uma boa ideia levá-lo à escola, então depois de muitas conversas Auggie cria coragem e resolve frequentá-la. Eu poderia parar por aqui. O resto vocês podem imaginar.
Mas Esther, você está nos indicando um livro completamente previsível, é isso mesmo!? Sim e não. Eu respondo.
Acredito que, as vezes, na nossa vida algumas ideiais precisem ser reafirmadas. As mensagens do livro fazem parte desse conjunto.

"as palavras da miranda não saem da minha mente: o universo não foi legal com auggie pullman. pensei muito nisso e em tudo o que significa. ela está certa. o universo não foi legal com auggie pullman. o que aquele garotinho fez para merecer essa sentença? o que os pais dele fizeram? ou a olivia? uma vez ela mencionou que um médico disse aos pais dela que a probabilidade de alguém ter a combinação de síndromes que resultou no rosto do auggie é de uma em quatro milhões. então isso não faz do universo uma loteria gigantesca? você compra um bilhete quando nasce. e é só um acaso ter um bilhete bom ou ruim. é questão de sorte. minha mente gira com isso, mas então surgem pensamentos mais suaves, como um terceiro violino em uma sinfonia de cordas. não, não é tudo um acaso. se fosse, o universo nos abandonaria à própria sorte. e o universo não faz isso. ele cuida das suas criações mais frágeis de formas que não vemos. como com pais que amam cegamente. e uma irmã mais velha que se sente culpada por ser humana com relação a você. e um garotinho de voz grave que perdeu os amigos por sua causa. e até uma garota de cabelo rosa que carrega sua foto na carteira. talvez seja uma loteria, mas o universo deixa tudo certo no final. o universo cuida de todos os seus pássaros."

Bem, esse livro me arrancou mais sorrisos do que posso lhes contar e mais momentos de reflexão do que posso me lembrar. Não preciso nem dizer que é uma lição sobre força, persistência, paciência e, principalmente, amor. A família de August, seus pais e sua irmã (Via), muitas vezes, passaram mensagens que eu há muito havia me esquecido. Sua irmã é uma adolescente comum, que não possui nenhuma deformidade ou outro problema de saúde mas que teve que abdicar de muitas coisas pelo bem de seu irmãozinho caçula. Ela abriu mão da presença e atenção dos pais, de ter vários amigos (porque seus amigos, achavam o irmão dela esquisito demais) e por muito tempo foi uma garota solitária por isso. Passou pelos problemas da adolescência sozinha... Não posso imaginar o quão difícil tenha sido para ela.
Além desses personagens, ainda contamos com os amigos que August fará na escola. Não comentarei muito sobre eles para não dar spoilers porém eles também foram responsáveis por me arrancar muitos sorrisos. Só lhes peço que prestem uma atenção especial num carinha chamado Jack Will, um dos meus personagens favoritos que, apesar de cometer um erro enorme, foi uma criança esperta o suficiente para reconhecer seu erro e se redimir, coisa que muito adulto moralista por ai, não faz.

Bônus de Extraordinário: Pretendo fazer vários posts sobre isso ainda porém preciso lhes falar sobre OS PRECEITOS DO SR. BROWNE:
Bom, o livro em si já é maravilhoso, porém esse professor de inglês roubou a cena (e meu coração) e transformou o livro numa experiência mais incrível do que eu imaginei que seria.
O Sr. Browne, logo no primeiro dia de aula, antes mesmo de se apresentar aos alunos, ofereceu uma profunda lição sobre a importância de cultivarmos preceitos positivos em nosso cotidiano — regras capazes de nos inspirar a fazer escolhas cada vez mais acertadas ao longo da vida. Colocarei o top 5 dos meus preceitos favoritos. Espero que tenham gostado, galeras!

"Nenhum homem é uma ilha''- John Donne

"O que é belo é bom, e o que é bom em breve será belo"- Safo

"Não basta ser amigável, você tem que ser amigo"

"Se você consegue passar pelo ensino fundamental sem ferir os sentimentos de ninguém, isso é muito maneiro"

"Toda pessoa deveria ser aplaudida de pé pelo menos uma vez na vida, porque todos nós vencemos o mundo"- August Pullman

E para terminar, agradeço à minha amiga maravilhosa que me emprestou esse livro e deixo um último preceito.
"Não tenha amigos que não estejam à sua altura"- Confúci


Esther Lisboa

Nenhum comentário:

Postar um comentário